Convergência Digital - 06/09/2017  

A Associação Associação Brasileira da Indústria de Semicondutores acaba de dar posse à nova diretoria, que tem como principal desafio a reorganização das políticas públicas específicas do segmento, notadamente os ajustes no Padis, também alvo de decisão da Organização Mundial do Comércio contra o Brasil. 

“O Padis é o principal programa de estímulo ao setor de semicondutores brasileiro e beneficia a maioria das empresas em operação no país”, diz a entidade, que lista “duas dezenas de empresas estão em operação no Brasil e [que] oferecem ao mercado produtos e serviços de elevado valor agregado, atuando no design, na difusão dos wafers e no encapsulamento e teste de circuitos integrados”.

Segundo Rogério Nunes, da Smart Modular, que tem novo mandato à frente da Abisemi, 49 das maiores empresas de tecnologia do mundo estão instaladas no Brasil. “A manutenção de um ambiente favorável é condição essencial para a continuidade do parque industrial hoje existente e para a sobrevivência de uma indústria alinhada tecnologicamente com o que há de mais avançado em todo o mundo”.

O Programa de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico da Indústria de Semicondutores e Displays foi criado em 2007 e permite reduções a 0% do Imposto de Importação, IPI, PIS-COFINS e PIS-COFINS-Importação para insumos e máquinas. 

Fontes:http://convergenciadigital.uol.com.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?UserActiveTemplate=site&infoid=46164&sid=7&utm%2525255Fmedium=

 

Compartilhe: